segunda-feira, 3 de maio de 2010

Treino de luxo na Maratona de São Paulo

Todo ano me perguntam "Ontem teve maratona, você correu?" e eu tenho de explicar "Não, não corri, eu não faço maratona, faço triathlon". Mas este ano foi diferente. Eu não corri a maratona, mas corri na maratona. Tinha um treno de 30 k pra fazer então decidi aproveitar o percurso, as companhias e, claro, um pouquinho da água também.

O treino de sábado
Na véspera tive um treino de 180 k de pedal mais 6 de corrida. Fui pro Riacho Grande e com a ajuda da Julinha no começo e do Evandro quase até o fim, consegui terminar. Na volta, estava tão cansada que, cada paradinha em sinal vermelho, eu dava uma dormidinha.
Cheguei em casa, tomei aquele banho, fui pra cama, pus gelo no ombro, bolinha de tênis nas costas, bola feijão embaixo das pernas, travesseiro por baixo da cabeça, um livro nas mãos e lancei âncora. Eram quase cinco da tarde. Achei que pra encarar os 30k eu teria de ficar daquele jeito até a manhã do dia seguinte. Mas precisava me alimentar, então, com muito custo, passadas algumas horas, consegui me levantar e, com a roupa por cima do pijama fui até a esquina buscar três temakis. Cansei de batatas, macarrão e filé de frango!

A largada
Fui com a Thelma até a largada, mas como ela já teria uma companhia especial - o Alexei -, combinei com a minha amiga Nilma que é de Botucatu e estava em SP especialmente para correr a prova dos 25, que faríamos juntas. Depois, os últimos kms eu encararia solo.
Como marcar um ponto de encontro no meio daquela muvuca? Claro que você encontra um monte de gente, mas combinar com alguém "na largada" de uma prova deste porte, é impossível. Mas tive uma idéia que acabou funcionando bem.  Combinei com ela de encontrar no km 2. Eu ficaria bem perto da placa, do lado direito da pista e, quando ela passasse, iríamos juntas.
Quando faltava uns 15 minutos pra largada, comecei a subir a ponte estaiada o que, aliás, foi o máximo! A ponte vazia, sem carros, a multidão lá embaixo alinhada na largada, um céu de brigadeiro. Emocionante. O canhou disparou seu tiro anunciando o início da prova, eu já estava passando o primeiro km. Comecei a correr bem ali, depois que a elite e os primeiros corredores passaram. Cheguei até o km 2 e estacionei ali, esperando a Nilma chegar, enquanto via aquele mar de gente passar. Olhavam pra mim intrigados, e convidavam "vamos!"

A surpresa
Não demorou muito pra que ela chegasse. Levei um tempo pra identificá-la pois ela está sempre vestida de cor-de-rosa e dessa vez estava de azul. Mas essa não foi a grande surpresa. A grande surpresa foi que ela estava com o Rodrigo! Ele mesmo, do Blog do Rodrigo, figurinha com quem venho trocando comentários recíprocos nos nossos blogs e, mais recentemente, emails. Foi uma festa!   Parecíamos velhos amigos se reencontrando embora estivéssemos nos conhecendo pessoalmente ali, no meio da maratona. 
Ele, que sequer tinha corrido uma meia maratona na vida, estava ali para fazer os 25k.

C&C - Corrida e Conversa
Nilma foi puxando a gente, animadíssima. Ainda assim, sobrou fôlego para conversamos ininterruptamente por 25 kms. Treinos, provas, técnicos, filhos, trabalho, projetos...passeamos por um monte de assuntos. Eu olhava pro meu relógio e não acreditava que estava conseguindo manter um pace de 5m30s, 5m40s, às vezes até mais forte.
O dia estava lindo, o percurso sombreado e, justiça seja feita, não faltou água. Quando a turma que iria fazer os 10k se separou, acabou a muvuca e ficou melhor ainda. Quando estávamos chegando perto dos 20, Rodrigo começou a sentir algumas dores, mas não deixou a peteca cair. Ao cruzarmos os 21,1 brindamos, os três. Afinal, ele estava completando sua primeira meia maratona!
Os últimos 4 kms foram sofridos pra ele. Com dores e cãimbras  ele não sabia se era melhor apertar o passo pra acabar rápido ou afrouxar, pra aguentar até o fim. Hora tentava uma coisa, hora outra.
Lá pelas tantas, parou e disse "podem ir, não precisa me esperar!". Fincamos o pé "não, senhor! de jeito nenhum! Começamos juntos e vamos até os 25, juntos!"
E, sim, ele aguentou até o fim. Nos despedimos na marca dos 25 e eu segui para meus kms finais.

Os últimos kms
Som na caixa, segui pela avenida Politécnica, solitária. Até então eu não tinha me dado conta do meu cansaço e nem daquelas dorzinhas que sempre aparecem. Mas tudo estava absolutamente tolerável e, depois de percebê-los, acostumei com eles. Logo, nos últimos 3 kms eu estava me sentindo muito bem. Tão bem que conseguia cantar junto com Ipod enquanto apertava o ritmo um pouquinho.
Passei pelo Pedro, um triatleta forte e jovem, que está treinando para seu segundo Iron e ele me disse que iria completar a maratona. Confessei a ele minha vontade de ir até o fim e ele me tentou "Bora!". Resisti e parei quando completei os 30. Querendo mais.

Brunch
Encontrei Thelma, Rodrigo e Nilma logo depois de terminar. Tiramos a foto e eu e Thelma seguimos rumo ao nosso programa combinado: um brunch. No caminho, na avenida da raia, encontramos o Evandro. Ainda bem! Pois ele também estava tentado a fazer a maratona até o fim, e não ia ser uma boa idéia. Seduzido pela idéia do brunch, ele foi conosco.
Fomos até a Chácara Sta Cecília e comi até não poder mais. Comcei pelo café da manhã, passei pras saladas, depois fui pro macarrão com frango, completei com uma salada de frutas, arrematando com um café preto. Caro, mas fiz bom proveito.

Pico
Estou feliz e confiante. Passei pelo fim-de-semana mais duro de treinos e sobrevivi. Estou aqui, não estou? Com história pra contar e fôlego pra postar!
Thelma, eu (com sangue na blusa e nem tinha percebido), Rodrigo e Nilma, nos reencontramos ao final do treino/corrida.

11 comentários:

  1. ISSO....DANDO O SANGUE!

    FORÇA!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns !!!
    Ontem foi punk demais ...CALOR ... FALTA DE ÁGUA e tudo mais !!!

    Sucesso !!!

    ResponderExcluir
  3. Valeu menininha levada, apesar de vc não ter citado o nosso duplo encontro pré e pós prova/treino para vc, assim como tantos outros encontros que vc com ctz teve, foi muuuuuito bom ver o "pózinho" reestruturado para mais esse dia, parabéns e rumo ao Iron, bjus

    ResponderExcluir
  4. É isso aí Cláudia !
    Passou os 180, agora tá no papo ;-)

    Ano passado fiz 32 na maratona, deu vontade de terminar. Esse ano a fesporte cancelou a prova, infelizmente ;-(

    Abraços e vamos pra reta final.

    Rafael

    ResponderExcluir
  5. Foi um prazer e uma honra! FDS inesquecível. Taí uma das respotas para quando perguntam por que vc faz triathlon...momentos incríveis. Final de maio é só alegria!

    ResponderExcluir
  6. Cláudia ! Pensa em uma pessoa Feliz...
    Sou eu !!!
    Uma privilegiada!!!,pronta para encarar mais um desafio, e ganhando confiança a cada dia!
    O Iron ta chegando...e treinar com os amigos tem sido a melhor parte!
    Amei a companhia de vcs..., Foi divertidíssimo!!!
    Ainda teremos muitos KMs pela frente!!!

    ResponderExcluir
  7. Show de bola esse seu blog. Parabéns, estou nesse ritmo louco de treinos também, visando o meu segundo iron. Vamo que vamo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Oi Clau,

    To morrendo de pena que não estou conseguindo acompanhar de perto teus treinos. Esse fim de semana estive fora e na quarta vou viajar novamente, espero pedalar com você amanha. A boa notícia é que ontem meu irmão fez quase 80km de bike comigo em Caiobá. Foi muito bom. O triathlon aproxima mais ainda as pessoas.

    Bjo grande e nos vemos nos treinos. Hoje vou comprar minhas passagens para assistir vc no iron.

    ResponderExcluir
  9. Claudiaaaaaaa!!!!!!!!!!!! Puxa vida, nem sei como dizer como fiquei feliz em ter conhecido você. E como me senti um velho amigo, como vc mesma disse, embora nos conhecendo ali, literalmente no meio da corrida....correndo.....Infelizmente estava com o povo de taubaté e tive que voltar. Mas assim que tiver um treino ja sabe! É só gritar: Rodrigãoooo treininho na Usp esse fim de semana!!Junto a "muamba" e vou pra aí!
    Um Beijo e foi um prazer ter feito os 25km (meu primeiro) ao seu lado!!!!

    ResponderExcluir
  10. excelente treino hein depois de bike intaum

    ResponderExcluir
  11. Evandro está aprendendo a treinar direito com a Claudinha! mas o garoto tem futuro rs!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós. Escreva-a! Caso queira uma resposta, escreva para clauarat@gmail.com