terça-feira, 3 de agosto de 2010

SLAP!

Parece um tapa na cara, uma onomatopéia de uma história em quadrinhos. Mas não é. Trata-se de uma legenda para uma lesão: Superior Labrum Antero Posterior. Segundo as pesquisas que andei fazendo, é dos problemas mais freqüentes nos ombros.
Venho sentindo dores desde o início do ano. Começou assim, sem mais aquela, no último dia de férias. Acordei e ela estava lá, a dor. Achei que tinha dormido de mau jeito, que ao longo do dia iria passar. Viajei de volta a São Paulo, imaginando que ela ficaria por ali mesmo, em Florianópolis, mas, sei lá, talvez ela tivesse um desejo secreto de conhecer uma megalópole e, eis que veio comigo.
Depois de duas semanas com dor, decidi ir ao ortopedista. Já imaginava o menu de sempre: ressonância magnética, repouso relativo, gelo, antinflamatório, fisioterapia com alongamento e fortalecimento. Bingo! Segundo ele, tendinite do supraespinhoso. Ressonância, apenas para confirmação do diagnóstico.  Ainda tentei negociar: "Se você sabe o diagnóstico, por que eu preciso fazer a RM? Vai mudar alguma coisa?"
Ele não quis saber das minhas argumentações e dá-lhe RM.
O laudo descrevia um leve isso, um discreto aquilo, um pequeno aquilo outro. Entre eles, uma tendinite, sim. Também havia um tal cisto mas que, segundo o médico, era "achado de exame".
Mas o tempo passa, com tratamento e tudo mais e a dor não vai embora. No Iron, embora não tenha me atrapalhado na natação, doeu depois, no ciclismo, e eu não consegui passar muito tempo clipada.
De repente, a dor some. Passa dias sem dar as caras. Então ela volta e passa o dia me atormentando.
Cansei. Voltei ao médico. E me cansei também dele, que passou 80% do tempo da consulta falando de assuntos que não tinham nada a ver com ortopedia, me examinou em três minutos e pediu outra RM.
Quem fez a RM foi o Daniel Blois, amigo meu, parceiro de treino e radiologista experiente. Comentei com ele que queria consultar outro ortopedista e ele me indicou o Gustavo que, ainda por cima, é da Clínica Alliance, da Kelly, que eu não conheço mas meio mundo de triatletas conhece.
Quando fiz os exames, o Daniel disse "Acho que o que está te incomodando é uma SLAP lesion". Então ele explicou que era algo que já estava na primeira RM, que tinha a ver com aquele cisto e que tratava-se de uma lesão no Labrum, membrana que recobre a parte interna do ombro.
Tive então uma consulta com o Gustavo, que perguntou muito (nada sobre política, polícia ou celebridades), me examinou detidamente e analisou as imagens para mim de maneira clara e didática.
Reseumo da ópera:  o que me incomoda é a SLAP. O cisto prova que há um descolamento da membrana que cria uma intercomunicação num local que não deveria. Isso é sinal de que o labrum  está descolado. É um problema mecânico, não uma inflamação. Não vai sarar sozinho e nem com medicamentos, fisioterapia, gelo bla bla bla. Precisa ir lá e prender a membrana no seu devido lugar. Como? Com uma artroscopia.
Gustavo também me explicou que se eu não fizer isso a dor vai piorar nos momentos de maior volume de treino.
Fiquei na maior dúvida. Combinei com ele que iria treinar natação sem me poupar, como tenho feito nos últimos seis meses, e ver como me sentia.
Na quarta então nadei forte e usei palmar. Cinco horas depois... dor.
Na sexta, o treino foi mais leve, a dor veio, mas não ficou muito tempo.
No final de semana, me animei. Para que fazer cirurgia?
Ontem, segunda-feira, borboleta e palmar e a dor voltou está aqui até agora. Desanimei. Quando a gente convive muito tempo com uma dor dessas, vai ficando irritadiço e nem sabe porque.
Então conversei com o Alcy pelo telefone. Ele também é ortopedista mas, infelizmente, mora em Curitiba.  É meu amigo e triatleta. Foi categórico: "Faça a artroscopia. E faça logo." "Mas não é tanta dor assim!" retruquei.  "Você não está tendo muita dor porque seu volume de treino está menor. Mas você é atleta e ainda vai querer treinar muito. Faça".  Verdade. Eu não tinha pensado nisso. Meu volume de treino está bem menor. Quando aumentar, a dor volta.
Confessei "Sabe o que me desanima? Ter de fazer três meses de fisioterapia!" E ele "Ah, você é esportista, não é nenhuma velha sedentária e flácida que vai ficar fazendo exerciciozinho básico! Você vai fazer direito e vai se recuperar rapidinho!"
Depois dessa, já não tinha mais argumentos.
Serão 4 furinhos no ombro, que é inflado como um balão. O cirurgião coloca uma microcâmera para enxergar lá dentro e aí faz o serviço: coloca âncoras na membrana para ela não içar as velas e sair navegando por aí. Interna, faz a cirurgia e sai no dia seguinte. Três semanas de tipóia. Depois já dá até pra correr e pedalar. Antes disso, ainda com a tipóia, dá pra fazer uma bicicleta ergométrica.  Três meses sem nadar. Três meses de fisio.
Se é pra fazer, façamos!

18 comentários:

  1. Wow, my dear! Que belo relato. Encara de frente e dá um tapa na cara desse tal de slap. Vc vai superar mais essa, tô torcendo, como sempre. Um beijão e conte comigo,
    Kika.

    ResponderExcluir
  2. A palavra cirurgia assusta demais.Sempre relutamos,mas é a coisa certa a fazer.Um grande beijo e boa sorte nessa empreitada incômoda.

    ResponderExcluir
  3. Coragem Claudia!!! ...vc é muito forte e vai tirar de letra essa pequena cirurgia!
    Este é o momento ideal, encare como um "periodo de transição", que não vai te atrapalhar em nada!!!
    Vc vai chegar em 2011 100% recuperada...e totalmente pronta, para encarar os longos treinos do Iron!

    ResponderExcluir
  4. Cláudia, vai em frente e conserta isso logo... a fisio passa rápido ;-)

    Boa sorte !

    ResponderExcluir
  5. Cláudia, hoje essas cirurgias são sofisticadas, e mesmo quando há complexidade a tecnologia permite aos médicos fazer o seu melhor. Tenho certeza que tudo correrá bem, até porque você demonstra estar em boas mãos. O início do seu relato me fez lembrar Nelson Rodrigues, que em suas crônicas tratava sua úlcera como uma criança, que precisava de carinho, e ele diza algo do tipo: "Minha úlcera acordou às três da manhã, e lá fui eu na cozinha preparar um leitinho para acalmá-la..." Pena que sua dor não ficou em Floripa... rssss Beijos e muito sucesso nem todas as etapas desse verdadeiro triatlon que você enfrentará: cirurgia, repouso e fisioterapia. Paciência, my dear! Paciência! Recomendo a leitura de Dalai Lama nesse período... @JoelMaratonista

    ResponderExcluir
  6. logo vc volta com tudo, minha amigaa!!!

    ResponderExcluir
  7. Ai, Claudia, acho que é a mesma cirurgia que preciso fazer, estou enrolando há anos... Meu maior problema é que eu teria que ficar os 3 meses sem trabalhar, porque minha câmera pesa um bocado e eu fotografo eventos, horas com ela no abaixa-levanta. Isso até contribuiu para eu estar tentando mudar de profissão. Como professora não tenho que ficar sem trabalhar para fazer a cirurgia...

    ResponderExcluir
  8. Claudia...Puxa...Ainda bem que foi depois do Iron. Mas vai passar tudo tão rápido que logo logo você estará naquela rotina louca de treinos, e mais ainda, na largada do Ironman 2011!!!!
    Um beijão e super boa sorte em todas as etapas do tratamento!

    ResponderExcluir
  9. Vai lá, faz essa cirurgia e termina logo com essa angústia - garanto pra você que tratamento de canal é pior!!! ;-)

    ResponderExcluir
  10. Espero que dê tudo certo na cirurgia e que a recuperação seja completa. 3 meses passam rápido (olhando pra big picture).

    Eu tomei um tombo de bicicleta e machuquei o ombro. O médico falou que teve um pequeno descolamento mas que não tinha nem fisio nem cirurgia. Era só repouso. Até hoje não engoli muito o diagnóstico. Não doi mais, mas tb nunca voltou a ser o que era antes. Talvez eu devesse ter visto um outro especialista de ombro... Meio tarde.

    Pensamento positivo!

    ResponderExcluir
  11. Olá Cláudia,

    Como todos aqui, torço pela sua breve recuperação. E se vier para Curitiba, me encaixo no texto anterior para treinarmos juntos.
    Estou num dilema quase parecido com o seu, mas estou com o problema no momento e treinando (como posso) para meu primeiro Iron 70.3. Está difícil, principalmente na cabeça, imaginando como será a prova com esta carga de treinos (pequena) que consegui realizar.

    Boa sorte, e um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  12. Você vai tirar essa de letra!

    Sucesso e que tudo corra bem!

    ResponderExcluir
  13. Ola Claudia! Meu nome é Marina, tenho 19 anos, a um tempinho atras achei seu blog navegando e ADOREI! Nao sou triatleta mas admiro muito e espero um dia me tornar uma :) Resolvi escrever porque ano passado fazia polo aquatico e nao realizei nenhum tipo de fortalecimento muscular para complementar. O resultado foi a lesao SLAP no ombro direito. Fui a muitos medicos e a maioria disse que seria necessaria a artroscopia. Depois de muita fisio, acupuntura e cybex (um tipo de fortalecimento muscular) meu medico chegou a conclusao que nao seria necessaria a artroscopia, pois disse que sou muito jovem e seria preciso somente fortalecimento depois da fisio. Hoje nado e faco pilates e nunca mais senti dor! Claro que nao posso mais voltar a jogar polo aquatico, nem nada que precise arremessar algo.. mas hoje nao sinto mais falta, e descobri que posso muito bem substituir meu esporte por muitos outros..
    Pode ser que um dia ainda precise realizar a artroscopia, mas tudo acontece na hora certa.
    Bom, o que eu queria te dizer, é que voce vai superar essa, com toda certeza! Pelo que vc escreve da pra perceber que o que nao te falta é forca de vontade e logo logo vc ja vai estar de volta aos treinos..
    Muito boa sorte em tudo na sua vida!
    Um beijo. Marina Marinho

    ResponderExcluir
  14. Pessoal
    Muito, mas muito obrigada mesmo pelas mensagens carinhosas. Queria responder a cada um de vocês mas alguns não tenho nem como! Por isso, vai meu muito obrigada.

    ResponderExcluir
  15. Fez bem em fazer a cirurgia agora. Tempo mais frio , menos inchaço. Para o Iron estará zerada. Vc é das minhas !!!

    ResponderExcluir
  16. esse slap é um inferno mesmo, há anos faço academia, 2 anos e meio atrás ocorreu esse problema, depois de 1 anos de fisio e correndo atrás de médicos finalmente operei, quase um ano para recuperação.
    Voltei a treinar e a surpresa agora o outro ombro apresentou o mesmo problema, e o filme contínua, mais anti-inflamatório e fisio e no final a cirurgia. Não entendo o porque não se opera logo.
    Qual o sobrenome do médico Gustavo?, foi ele q te operou?

    ResponderExcluir
  17. Olá! Estou me recuperando de uma cirurgia para ancoragem de slap. Estamos no mesmo barco!

    ResponderExcluir
  18. ola,
    estou com minha RM em maos, e foi constatado.. lesão na base do labrum anterior, com cisto de 3x2cm... pelo jeito tbem estou neste barco..
    mas foi em um treino (musculação), ao fazer supino 45 sem aquecer da forma correta e com muita carga..
    ja fez a cirurgia?? ficou 100%?? qual tempo de recuperação??
    grande abraço ...

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós. Escreva-a! Caso queira uma resposta, escreva para clauarat@gmail.com